quinta-feira, 2 de agosto de 2018

Vai se tornar mãe?


É incrível a sensação que temos quando descobrimos que iremos ter um bebê, são vários sentimentos inexplicáveis dentro do nosso coração, por exemplo: o medo de não conseguir dar conta, felicidade por saber que terá a quem amar pro resto da sua vida, stress emocional porque você pode ter apenas um mês de gestação e os palpites já começaram a chegar e não vão parar tão cedo, ansiedade por querer saber logo o sexo do bebê e conhece-lo, sentir seu cheiro, olhar seu rostinho...

Durante a gestação, é imensa a quantidade de comentários (palpites) que recebemos, dá pra escrever várias páginas (quase um livro), só que com o tema ao contrário. Acredito que muitas pessoas tenham pensado nisso antes e que todos que estão lendo esse post agora irão se perguntar: "como assim, ao contrário?" Isso significa que na verdade, eu vou mostrar quase tudo o que ninguém nunca te contou sobre ser mãe. Afinal, nenhuma mãe precisa de mais um livro contendo todos os palpites de pessoas próximas que recebemos durante nossa gestação, isso seria considerado um crime.

Todos os palpites que recebemos quando descobrimos que seremos mães, tenho certeza que são ditos com a mais pura intenção de nos ajudar. O que acontece é que, se juntarmos todos os palpites que nos deram sobre trocar uma fralda ou como preparar o primeiro alimento do bebê ficamos em dúvida. Isso porque cada pessoa tem o seu modo de realizar determinadas tarefas e então fica muito difícil associar isso tudo, ainda mais quando você tem um bebê que acabou de fazer cocô na roupa toda e que está com fome, sem esquecer de considerar que provavelmente o bebê vai começar a chorar à qualquer minuto e todo o processo vai se tornar um caos.

Ainda bem que tudo passa e que sempre encontramos o nosso melhor modo de realizar as ações da vida e que com certeza, um dia ainda seremos a tia que dá palpites em tudo. (Eu já sou, e confesso que chego a pensar "Estou dando palpites demais, melhor parar"). Sem mais enrolações, vamos a minha "pequena" lista:

1. Ninguém nunca vai te contar que você irá viver aqueles momentos caóticos em que seu bebê chora muito e você começa a chorar junto. Isso já acontece nos primeiros dias e tenho certeza que todas as mães já passaram por isso.



2. Ninguém nunca vai te contar que o bebê sempre vai fazer cocô daqueles bem pesados, do tipo que passa em toda a roupa, fora de casa. Isso vai acontecer e tenho certeza que as pessoas vão te olhar como se você fosse a pior mãe do mundo.



3.     Essa é mais uma sobre cocô, que ninguém nunca vai te falar enquanto você estiver grávida. São esses tipos de coisas que descobrimos na prática. Na época do desfralde ainda quando seu filho não sabe pedir pra ir no banheiro e você tenta deixar ele poucos minutos sem a fralda acaba resultando em cocô até o pé, em toda a perna, em toda a calça, por todo o chão e um cheiro bem ótimo pairando no ar. Nessas horas só o chuveirinho resolve rs...



4. Ninguém conta que a partir de certa idade, o meu começou com 1 ano e 4 meses, (se não estou enganada) seu bebê vai aprender a abrir a porta da geladeira e então você terá que começar a esconder as guloseimas como: Yakult, iogurte, Danoninho e todos os outros tipos de besteiras que uma criança de um ano não pode comer exageradamente. E sabe o que acontece se não esconder?! Seu filho vai passar o dia todo indo ate a geladeira tentando pegar essas guloseimas e não vai querer de jeito nenhum comer alguma fruta. (Na foto abaixo da pra ver que o meu ainda faz isso).



5. Você terá que mudar seu modo de falar. Palavrões e gírias serão lembradas por seu bebê sim, então TENTE NÃO FALAR! Um dia eu disse "mas que porcaria esse celular" e agora todas as vezes que o James vê o meu celular ele diz que é uma porcaria. E aí você se pergunta, o que eu fiz?!


6. Seu filho dormiu e agora você pode descansar tranquilamente. ERRADO. Você terá que juntar os brinquedos jogados aleatoriamente pelo chão do quarto dele, pelo corredor da sua casa e contar com a sorte de não pisar em nenhum deles porque isso irá acordar o bebê, o que significa a noite toda acordada ou você irá se machucar. E se machucar pra você é considerado crime federal. Afinal, quem vai realizar as tarefas domesticas e cuidar da criança? Ninguém além de você. Se você ainda não se acostumou, acostume-se. (A não ser que você tenha uma empregada, só que aí você vai perder toda a diversão e tudo isso escrito aqui não será engraçado).



7. Se você deu a famosa chupeta pro seu filho, a minha dica é: SEMPRE COMPRE AS QUE BRILHAM NO ESCURO. Sempre vai ter aqueles momentos de madrugada que seu filho perde a chupeta e fica chorando no berço tentando procurar. Então, será muito mais fácil e economizará alguns belos minutos do seu tempo se você olhar pro berço e ver algo brilhando. O único problema é que as vezes você precisa chacoalhar as cobertas em busca dela ou então ela pode ter caído no chão, o que resulta em ter que ir até a cozinha para lavar enquanto seu bebê chora, e esse é o momento em que você precisa correr.


8. Mais uma sobre o sono. Ninguém te conta que quando você acordar pela manhã vai parar e contar quantas horas dormiu. Tenho certeza que a maioria das mães de primeira viagem que estão no inicio de tudo fazem isso.



9. Tenha a certeza de que quando for lavar o cabelo do seu filho(a) ele vai chorar e reclamar que o olho está ardendo mesmo que você nem tenha colocado o shampoo ainda. Não se preocupe isso só vai acontecer quando ele estiver com mais ou menos 1 ano e 5 meses.



10. Esqueça que vai poder assistir a novela a noite com seu filho acordado. É impossível, na TV vai estar passando desenhos ou seu filho estará em algum lugar da casa aprontando como por exemplo: mexendo nos armários da cozinha ou tirando todas as roupas do seu guarda-roupas pra fora. Na verdade, são muitas as situações perigosas e meio engraçadas que uma criança menor de dois anos de idade pode aprontar. Por isso, esqueça a novela.



11. Quando a criança completa dois anos e entra na chamada Terrible Two (Terrível de dois) trocar a fralda e trocar a roupa será uma tarefa que precisa ser realizada necessariamente por três pessoas. Vou explicar de uma maneira mais resumida: A primeira pessoa coloca a fralda, a segunda já coloca a camiseta e a terceira tenta entreter a criança com algo aleatório. Isso tudo tem que ser ao mesmo tempo e enquanto essas três pessoas tentam fazer isso, a criança estará igual uma enguia se mexendo na cama. Parece impossível mas não é.



12. Ninguém nunca te contou que depois que seu filho passa para a cadeirinha de automóvel com um ano, coloca-lo sentado ali vai ser uma tarefa arduamente difícil e você precisará de muitas distrações para fazer com que ele pare quieto e não queira tirar o cinto de segurança.



Eu listei 12 coisas que ninguém nunca contou enquanto você estava grávida mas a verdade é que essa lista é imensa e dá pra escrever um livro mesmo. Se vocês tem mais algum item que ninguem te contou e que ocorreu com você, deixe nos comentários abaixo junto com sua opinião sobre o post e suas dúvidas sobre o mundo materno...

Beijinhos e até a próxima.


Leia também:


Como tirei a chupeta do James


Os melhores e mais lindos looks com botas brancas da internet + onde comprar




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você pode me contar um pouquinho do que achou do post. Vou amar responder a todos. Beijinhos e um imenso obrigada <3


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©