domingo, 5 de abril de 2015

Quando você vai embora

 Hoje você foi embora e eu fiquei parada no portão olhando você virar a esquina. Imaginando o quanto seria bom se você voltasse e não precisasse ir. Sabe se você não precisasse mais ir embora, nós poderíamos terminar abraçados esse dia tão monótono.

 Domingos. 

 Eu nunca odiei tanto os domingos depois que você apareceu, porque você sempre tem que ir embora da minha casa nos domingos, ou eu tenho que ir embora da sua. E eu sempre odiei voltar pra casa e principalmente, ter que me despedir de alguém. 

 Despedidas são tão chatas e tristes.

 As vezes, eu desejo ter um super poder maluco e saber o que irá acontecer amanhã, depois de amanha, semana que vem e no futuro só pra saber se você vai voltar mesmo. É que sempre quando você vai embora o medo chega e invade todos os membros do meu corpo.

 Quando você vai embora, eu sento em um canto qualquer e começo a me sentir entediada. Eu acostumei a fazer tudo com você e agora vejo que não sei fazer mais nada sozinha. Não tem graça, sentido e muito menos emoção.

 E as vezes eu tenho vontade de ir até você e dar um tapa na sua cara. E você bem que merece só por me deixar sozinha com essa tristeza idiota que eu nunca quis sentir. E agora eu sinto como se ela fosse me destruindo aos poucos cada dia que você passa longe de mim. E você bem que merece um beijo por não deixar meus sábados chatos, porque seria mais insuportável ainda, se você me deixasse sozinha aos sábados.

 Mas ainda bem que você promete que vai voltar, toda vez que vai embora. E espero que você sempre cumpra com suas promessas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aqui você pode me contar um pouquinho do que achou do post. Vou amar responder a todos. Beijinhos e um imenso obrigada <3


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©