quarta-feira, 29 de abril de 2015

Para todas as pessoas que já me magoaram



Eu podia ter simplesmente dito palavras desnecessárias, mudado de assunto. Podia ter armado o maior barraco, feito um escândalo. Podia ter saído correndo e quando eu me sentisse totalmente sufocada pela falta de ar e cansada pela dor que atinge meu corpo, eu sentaria em algum canto e deixaria que as lágrimas escorressem sob meu rosto e caíssem sob minhas pernas encharcando-as porque quem sabe, talvez aliviasse essa dor imensa. Eu podia ter batido o pé e começado uma discussão pra me defender das palavras podres que saiam da sua boca e contaminavam o mundo - e não somente o mundo - mas a minha felicidade. Podia ter gritado com toda minha força e implorado para que você e todas as pessoas que me rodeiam parassem de me julgar. Podia ter implorado por alguém que me entendesse e sabe, eu ainda tenho esperanças que alguém que seja capaz de apenas escutar e depois não dizer nenhuma palavra apareça.

Eu poderia ter agido de mil e uma maneiras diferentes e nenhuma delas iria ter as consequências que eu enfrento hoje. E a verdade é que, eu não me arrependo.

Não me arrependo de ter olhado pro seu rosto, sorrindo ter dito "Obrigada!" e logo em seguida, continuado meu caminho. É claro que doeu, que a raiva invadiu minha mente, que magoou e que dá uma enorme vontade de chorar até o estoque de lagrimas acabar. E que a palavra - desistir - passou pela minha cabeça e confesso que por alguns minutos - que pareciam não ter fim - essa era a única solução cabível que eu tinha. Que a vontade de me trancar dentro do quarto e não aparecer mais lá fora, também apareceu. Que a dor que eu sentia se tornou a cada dificuldade um pouco maior e que parecia não ter mais fim. Mas é claro que teve. 

E sabe, eu já vivi tudo isso outras vezes. É por isso que eu sorri invés de ter chorado ou apenas fechado a cara. Porque eu sei que isso faz parte da vida e que vai ter outras vezes em que eu vou querer desistir de tudo e ficar trancada no quarto. Eu sorri porque não sou igual a você, e não quero ser. Eu sorri porque tudo que sei e que aprendi é que não devemos julgar os outros por seus atos porque todas as pessoas - TODAS AS PESSOAS - erram na vida várias vezes. E o que eu fiz ou deixei de fazer pode ter sido considerado um erro pra cada pessoa que vive ao meu redor mas me tornou mais forte. E eu agradeço por todas as decepções que você me causou, por todas as lágrimas que fez eu derrubar e por toda a dor que eu senti. E sinceramente, eu não desejo isso à você e a mais ninguém.

E tudo bem, obrigada mais uma vez.
Estou feliz agora.




Comente com o Facebook:

2 comentários:

  1. Parabéns pelo texto! O que fica dessa vida são as experiências vividas e as lições que podemos tirar delas, né? :)
    Bjss

    http://www.estrelaminha.com/

    ResponderExcluir

Aqui você pode me contar um pouquinho do que achou do post. Vou amar responder a todos. Beijinhos e um imenso obrigada <3


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©