quinta-feira, 6 de setembro de 2018

Tartarugas até lá embaixo - John Green

Título: Tartarugas até lá embaixo
Autor: John Green
Editora: Intrinseca
Ano: 2017
Nº de páginas: 269
Sinopse: Aza Holmes não está disposta a sair por ai bancando a detetive para solucionar o mistério do desaparecimento do bilionário Russell Pickett, mas há uma recompensa de cem mil doláres em jogo, e sua melhor amiga, a destemida Daysi, quer muito botar a mão nesse dinheiro. Assim, as duas vão atrás do único contato que tem em comum com o magnata: o filho dele, Davis.
Aza está tentando. Tenta ser uma boa filha, uma boa amiga e uma boa aluna, mas, aos dezesseis anos, e ainda não encontrou um modo de lidar com as terríveis espirais de pensamento que se afunilam cada vez mais e ameaçam aprisiona-la.
Neste livro arrebatador e sensível sobre amor, resiliência e o poder de uma amizade duradoura, John Green conta a tocante história de Aza, lembrando que a vida sempre continua e que muitas surpresas nos aguardam pelo caminho.



Comecei a ler esse livro na terça-feira dia 04/09 e passei praticamente o dia todo com ele na mão. Sabe aqueles livros que te empolgam e você pensa: "Só vou ler mais um capitulo" e quando você vê já está quase terminando a história? Tartarugas até lá embaixo é sem dúvidas, um desses livros.

Eu já havia escrito esse título aqui no blog umas duas vezes, e ele era o próximo da minha lista de livros para ler no mês de Agosto (que por acaso, eu não consegui cumprir).



Lembram de "A culpa é das estrelas" o livro que contava a história de amor de Hazel e Gus e suas vidas trágicas? Pois então, o livro de hoje é do mesmo autor, o nosso querido e respeitado, John Green. Sinceramente, preciso dizer logo de inicio que essa história também merece virar um filme e que segundo o site Adoro Cinema, a Fox adquiriu os diretos desse livro e então, ele pode SIM ser adaptado para as telonas.

Também preciso contar que, mais uma vez, o autor tratou de alguns assuntos sérios em relação a saúde das pessoas. Dessa vez, o autor tratou sobre TOC - transtorno obsessivo compulsivo - e conseguiu passar os sentimentos de Aza muito bem para o leitor. Eu até me senti um pouco sem ar, desesperada e com uma vontade incontrolável de apertar o dedo médio com a unha do polegar (eu apertei, mas não tive coragem de fazer sangrar, deu medo).

Aza Holmes é uma menina de 16 anos que estuda na White River High School em Índianápolis e que tem TOC. Sua melhor amiga chama-se Daysi e as duas se conhecem desde pequenas, e recentemente, ela ficou obcecada em virar uma detetive por causa de uma recompensa de cem mil dólares por alguma informação que levasse ao paradeiro de Russel Pickett, CEO da empresa Pickett engenharia.

Daysi fica obcecada em encontra-lo e Aza também entra em ação. Isso é tratado como uma brincadeira por Aza mas Daysi leva um pouco mais a sério. As duas sabem que, Davis Pickett é o filho mais velho do magnata fugitivo e lembram que Aza era amiga dele quando ele tinha onze anos e então, como em uma brincadeira as duas começam a investigar e encontram uma pista.

No meio dessa investigação, Aza começa a se aproximar novamente de Davis e os dois vivem um romance um pouco confuso e diferente dos que vemos na maioria das histórias. É diferente porque se trata de um amor sem todos os clichês que são cheios de beijos, sexo e etc. Tem alguns detalhes que impedem os dois de namorar digamos que da "maneira correta" e isso acaba frustrando muito esse relacionamento. E também que esse romance, na história é tratado como um simples acontecimento. O assunto mais frequente na história é de como é a vida de Aza com a doença (TOC) ou melhor, retrata como é a vida de quem tem TOC.

Todos vivem momentos difíceis. Aza perdeu o pai a alguns anos e ainda não superou a dor. Davis perdeu a mãe a alguns anos e agora acabará de perder o pai. Isso não está sendo nada fácil para ele afinal, tem toda a investigação em cima do pai desaparecido, a dor por te-lo perdido, o sofrimento de não saber como ajudar o irmão a se sentir um pouco melhor, o relacionamento com Aza que tem sido lindo porém difícil, e todo o peso do dinheiro e as responsabilidades futuras. Daysi também se vê um pouco frustrada por Aza não dar tanta atenção quanto deveria a amizade das duas mas isso, logo se resolve quando Daysi entende melhor o que é ter transtorno obsessivo compulsivo.

A ansiedade de Aza não melhora em nenhum momento e em todos os episódios que isso acontece ela fica maluca. Ela só queria parecer um pouco "normal" perto de seus amigos e não deixar a espiral de pensamentos se afunilar cada vez mais dentro da sua cabeça, mas, isso se torna praticamente impossível pra ela. As consultas com a Drª Singh parecem não adiantar muito e cada vez que ela vê que a mãe está preocupada, parece que tudo só piora.

Várias ocorrências da história só acontecem por causa da doença de Aza e ela se sente péssima por isso. É uma história bem interessante pra ser lida. O foco principal da história, como eu já disse acima, é a TOC mas também tem amizades verdadeiras, romance, um pouquinho de ação, e outros dilemas.

Sobre o final da história que não posso contar, eu encontrei muitas pontas soltas que podem futuramente serem tratados em uma continuação da história, que eu sinceramente, acredito que não irá ter. Isso seria maravilhoso para nós leitores que adoramos e também para não ficarmos com essas perguntas na cabeça:

- Quais foram as razões (fora a de ser preso) para o Magnata fugir e ir para onde foi?
- O "até logo" de  Aza e Davis significa que eles ficaram juntos ou que não ficaram juntos?
- Sabemos que a amizade entre Aza e Daysi se fortalece cada vez mais, mas a dúvida é, será que elas conseguem ir pra faculdade?
- Aza melhora com suas terapias, remédios e etc? Seu TOC melhora de alguma forma?

São perguntas que ficaram guardadas e não respondidas mas acredito que esse seja o encanto de John Green.

Quotes preferidos: 

"Eu, pronome pessoal no singular, continuaria seguindo em frente, mesmo que sempre numa oração condicional. Mas você ainda não sabe nada disso. Apertamos a mão dele com carinho. Ele retribui o gesto e aperta a nossa. Vocês olham para o mesmo céu, juntos, e enfim ele diz:  Tenho que ir. E você responde: Até logo. E ele diz: Até logo, Aza. E ninguém nunca diz até logo a menos que queira ver a pessoa novamente."

"Mas eu estava começando a entender que a vida é uma história que contam sobre nós, não uma história que escolhemos contar.
A gente finge ser o autor, claro. Não tem outro jeito. Quando as entidades superiores fazem tocar aquele sinal monótono, exatamente as 12h37, você pensa: Agora eu decido ir almoçar, mas na verdade é o sinal que decide. A gente acha que é o pintor, mas é a tela."

"Teria contado que, mesmo na época, Davis e eu não conversávamos muito, sequer nos olhávamos muito, mas que isso não importava, porque estávamos observando juntos o mesmo céu, o que, para mim, talvez seja mais íntimo do que contato visual. Qualquer um pode olhar para você, mas é muito raro encontrar quem veja o mesmo mundo que o seu" 


 Quem já leu, deixem nos comentários suas opiniões e espero que tenham gostado. Indico muito esse livro, vale a pena ler. Beijinhos e até ;)


sexta-feira, 31 de agosto de 2018

Vortex - Julie Cross - Resenha

Título: Vortex
Autor: Julie Cross
Editora: Jangada              Nº de páginas: 384
Ano: 2013
Sinopse: Jackson Meyer agora é um agente secreto da Tempest, a misteriosa divisão da CIA responsável por oferecer proteção contra todas as ameaças relacionadas a viagens no tempo. Preso no passado após a tentativa de salvar Holly, ele tenta apagá-la da sua vida para não colocá-la em perigo. Mas o Eyewall, um departamento rival da CIA, descobre sua antiga ligação com Holly, colocando novamente em risco a vida dos dois, assim como a de seus parceiros. Eles irão descobrir que a realidade em torno deles é muito diferente do que pensavam.








E aí amantes da literatura, hoje a resenha é do segundo livro da série Tempest da autora norte-americana Julie Cross. Pra quem não leu, já postei a resenha do primeiro livro e vocês podem ler clicando no link abaixo.


Resenha - Tempest - Julie Cross


Mas enfim, vamos falar sobre Vortex e sua história eletrizante que me fez devorar o livro em três dias. Convenhamos que não é muito bom ler um livro tão rápido assim mas quando a gente se empolga com uma história não tem muito o que fazer, certo? Certo. E mandando a real mesmo, se conseguirem leiam esse livro com atenção e calma. A viagem no tempo é uma teoria muito louca e eu acabei me perdendo várias vezes (por isso a dica).

Enfim, depois de tudo que acontece em Tempest (primeiro livro)  com Jackson, ele e seu pai decidem que é melhor ele ir para um treinamento junto com pessoas que combatem os inimigos do tempo e também para manter-se afastado de Holly e para tentar mante-la segura. A leitura do inicio do livro foi um pouco arrastada e fiquei sem ânimo pra ler por uns dias e depois recomecei com um esforcinho pra ler o restante e acabei me empolgando no meio da história.

Assim como no primeiro livro, precisei de muita atenção para ler alguns detalhes sobre viagem no tempo. Isso é muito louco e fez com que eu ficasse um pouco confusa nas teorias apresentadas. Jackson também fica muito confuso com essa capacidade que ele tem de viajar no tempo mas acaba se sentindo mais a vontade perto de seus companheiros que também possuem essa capacidade. Como eu disse acima, leiam com atenção e paciência.

Voltando a história, Jackson acaba conhecendo uma nova garota que faz com que ele deixe de lado um pouco os sentimentos que tem por Holly. Não sei se posso chamar de "relacionamento" mas digamos que, é um pouco complicado para ambos os dois e não, eu não posso dizer o nome do personagem mas posso falar alguns detalhes como, por exemplo, eles treinam juntos, se beijam em certo momento da história, e continuam juntos lutando contra os inimigos do tempo no terceiro livro. Com isso vocês já sabem que essa personagem é importante e que continuará ao lado de Jackson.


“Eu tinha dito as palavras a Holly aquela noite... Não tem volta. E, embora na hora não tivessem esse significado, agora elas pareciam uma maldição.”


A parte que mais me interessei pelo livro e que me fez engolir palavras foi quando Jackson e seus companheiros de treinamento partem para uma missão em certa cidade e é ai que a vida de Jackson começa a desabar de novo. Sentimentos voltam. Pessoas morrem. Novas informações sobre viagens no tempo são descobertas e o pior, o livro termina digamos que, em uma 'guerra'. E quando estamos ali, todos empolgados lendo as palavras rapidamente pra saber o que acontece, a história de Vortex termina. E aí, é só em Timestorm pra descobrir o que acontece a todos.

Nesse livro, Jackson passa por coisas mais difíceis do que no primeiro. Ele se sente mais seguro pra usar uma arma mas não se sente seguro com os sentimentos que ainda possui por Holly. As novas descobertas que eu disse acima, ficam cada vez mais confusas e mais difíceis de entender tanto para o personagem quanto para nós leitores. As pessoas que morrem fazem com que Jackson sinta-se culpado na maior parte da história e é ai que a vida dele, desaba completamente fazendo com que a raiva que ele mantem do Eiwall (inimigos do tempo) cresça a cada dia após esses acontecimentos.

Por hoje, é isso que posso dizer a respeito de Vórtex e espero, de coração, que vocês se apaixonem pela trilogia assim como eu. Leiam e deixem nos comentários suas opiniões a respeito dos livros.

Beijinhos e até ;)




quinta-feira, 30 de agosto de 2018

A playlist que eu preciso compartilhar

Todos nós temos as músicas que mais ouvimos durante nosso dia a dia e que trazem sensações boas para nossas vidas.

Portanto, hoje não tenho muito a dizer sobre algo. É claro, que eu tenho milhões de palavras guardadas aqui dentro para serem digitadas por aqui mas tudo tem seu tempo certo e hoje é dia de música baby. Então, dá o play e se prepare para ouvir as minhas queridinhas.



















Essas são as músicas que mais fazem parte do meu dia-a-dia atualmente! E agora, que tal vocês me mostrarem a de vocês?

Beijinhos e até ;)

quarta-feira, 22 de agosto de 2018

Sobre as coisas que guardamos dentro


                                           Leia ouvindo: "Never be Alone - Shawn Mendes"


Eu precisava desabafar sobre todas as coisas que guardo dentro de mim. Talvez, se eu pudesse simplesmente escrever e rasgar todas as folhas - e dores - tudo se resolveria.

Pena que não é tão simples assim.

E eu percebi que muita gente tem seus próprios problemas pra resolver e é bem melhor resolve-los do que ficar e tentar ouvir alguém com seus desabafos emocionais. As vezes, tudo o que precisamos é de alguém que fique, independente de qualquer coisa, e escute. Alguém que pergunte se você está bem e realmente se importe com isso. Alguém que ligue, que mande mensagem e converse sobre tudo.

Talvez, seja melhor continuar guardando tudo dentro do peito e tentar esquecer que tudo isso um dia existiu. São cicatrizes que se abrem frequentemente. Que não conseguem se curar porque estão cheias de palavras não ditas, sonhos não realizados e promessas que não foram cumpridas.

O grande problema é esperar demais. Confiar demais. Se entregar demais. Amar demais.

Se você se importa, diga. Se você quer ligar, ligue. Se você quer correr, corra. Se tem problemas e precisa desabafar, procure contar com a pessoa que você realmente sabe, que ama você. E que vai estar ali pelo tempo que for, só pra te ouvir enquanto vocês olham pra Lua no lugar mais alto da cidade. Porque sabe o tempo? O tempo passa rápido demais e talvez, outra pessoa passe e ocupe o outro lado do banco do ônibus, ou ocupe o melhor lugar do sofá pra assistir Batman no domingo a tarde.

É isso que diz, na maioria das vezes, compartilhado por alguém no feed do Facebook. As tão famosas mensagens motivacionais que nunca funcionam. Que a gente deveria prestar mais atenção mas não prestamos porque somos tão cabeças duras que simplesmente, deixamos passar. Deixamos o tempo passar e quando nos damos conta, já é tarde demais.

Está tocando "Shawn Mendes - Never be alone" no youtube enquanto escrevo. Eu queria escrever sobre tudo no inicio, mas é importante guardar o que é bonito. Guardar a dor mesmo que machuque cada dia um pouco mais, porque apesar disso, ela também é considerada um grande aprendizado. E mesmo que a gente não possa fazer tudo como queremos, é melhor seguir em frente. Se as coisas boas se sobressaírem das ruins então tá tudo ok? Não é?

É melhor deixar a água seguir seu curso. O céu ainda está aqui pra gente voar. Talvez, seja melhor voar com os pés no chão enquanto a gente escuta o cantar dos pássaros. O que for pra ser, vai ser.

E independente de tudo, a gente sempre vai estar olhando as mesmas estrelas.


quinta-feira, 16 de agosto de 2018

Melhores sites para comprar livros com descontos





Todos nós amantes da literatura vivemos em busca de promoções e cupons de desconto para comprar livros por um precinho mais bacana na internet. E quando encontramos os nossos tão queridos títulos e autores por preços que valem a pena, é impossível nos segurar. Pensando em como eu gosto quando leio "Promoção" em algum site tenha vendas literárias, reuni os melhores para comprar nossos amados com desconto.

Em alguns dos sites abaixo eu já efetuei compras e acredito que valeu a pena. Mas tem outros que nunca comprei nada por isso, fica aí a parte que falta e que vocês podem me descrever nos comentários. Coloquei eles na lista abaixo porque sempre vejo links com promoções e cupons de desconto então, parecem ser sites ótimos também. Vejam a lista abaixo.




Comprei apenas uma vez na Saraiva e lembro que ganhei muito desconto na minha compra. Eu comprei cinco livros, só que não lembro quanto paguei. Mas acredito que de todos, é o site que mais vale a pena comprar. Venda somente de livros novos.





Comprei livros umas cinco vezes e também ganhei desconto. Não paguei frete nas minhas compras porque aqui em Ponta Grossa tem a loja física e a entrega foi bem rápida. Venda somente de livros novos também.


Sempre ouço falar mas nunca efetuei nenhuma compra. Parece ser um site confiável. É diferente dos sites de livrarias conhecidas porque é um site, digamos que, comunitário. Você pode vender seus livros usados lá se quiser. Tem livros novos, semi-novos e usados pra comprar e por um preço bem bacana em comparação ao preço das editoras.




Também nunca efetuei nenhuma compra mas é um site com bons descontos. Na primeira compra eles te dão 20% off e o frete para Sul e Sudeste é grátis nas compras acima de 85 reais (o que parece ótimo, pelo menos pra mim, que sempre quando compro pela internet, gasto mais do que isso).



Quem nunca ouviu falar das Americanas? Pois é. Eu nunca comprei livros na loja online, apenas na física. Pelo que eu vi no site, tem muitas ofertas e livros bons com preços lá embaixo. E o melhor é que está rolando uma promoção de aniversário da loja e vi muito livro legal com preço ótimo, além do esperado. Corre pro site garantir suas leituras do mês que vem :D

Quem já comprou em alguma dessas lojas? Deixem suas opiniões nos comentários abaixo e ajudem a nossa sociedade literária a pagar pouco em livros que tornam nossas vidas cada vez maiores.

Beijinhos e até a próxima...


quarta-feira, 15 de agosto de 2018

Respondendo a TAG: Maternidade

Já faz algum tempinho que eu não respondia a TAG's por aqui e encontrei essa sobre maternidade no blog "Vidas em preto e branco" e achei legal então resolvi responder. Vejam abaixo minhas respostas e o que eu penso sobre a maternidade.


Você é mãe de quantos filhos?
Apenas um.

É mãe de menino ou de menina?
De um menino chamado James Harrison.

Qual a idade de seu filho?
Acabou de completar 3 anos.

Você foi mãe com qual idade?
Com 17 anos. Nova né?!

O que mudou na sua vida com a maternidade?
Tudo. Minha vida inteira. Dois exemplos:
- Eu tinha tempo de sobra pra fazer várias coisas, e quando ele nasceu só dava tempo de lavar a louça. hahah Agora, que ele fez três anos, consigo fazer um pouco mais de coisas durante o dia, mas ainda sim fico de olho nele durante todas as 24 horas do dia.
- Eu tinha sonhos, ainda tenho, mas foram interrompidos pela melhor sensação do mundo e isso não tem preço. Ele precisa de mim mais do que tudo no mundo. Digamos que, todos os sonhos que eu tinha, continuam aqui... mas tem uma pessoinha a mais acrescentada neles.

Como você imagina seu filho adulto?
Não imagino ele em nenhuma profissão porque isso só ele poderá decidir; Mas imagino que ele será muito interessado em fazer o que gosta.

Você é a mãe que gostaria de ser?
Não. Não sou e nem vou conseguir ser a mãe perfeita. Acredito que isso seja impossível. Existe mãe perfeita? Até hoje nunca vi nenhuma.  

Com qual idade seu filho começou a andar?
Com 1 ano e um mês.

Com qual idade seu filho começou a falar?
Boa pergunta. Não me lembro muito bem mas acredito que com um ano e cinco 55meses ele aprendeu a chamar o vovô!

Seu filho se parece com você?
Não. Alguns dizem que sim, mas eu acredito que não. A única coisa que reparei que ele puxou meu foi só os olhos. Agora o resto é tudo do papai. 55

Pretende ter mais filhos?
Uma menina talvez. Mas só daqui uns oito anos. E ainda posso mudar de ideia em relação a isso. 

Conte fofuras e coisas engraçadas sobre seu filho
1º Ele adora minha mão quando está gelada e pede pra segurar principalmente quando vai dormir. Acho que ele se sente seguro, não sei.
2º Ele dorme com ursinhos e dá nome para cada um deles. Uma vez eu acordei, fui arrumar a cama e encontrei uns 10 ursinhos no meio das cobertas.
Tem várias fofuras, mas vai deixar essa resposta muito grande.

Dê dicas de produtinhos que usa no seu filho
Quando ele era bebê eu usava toda a linha de Cetrilan, o shampoo, sabonete, loção para o corpinho e também a pomada anti-assaduras. Quando ele completou dois anos comecei a usar o shampoo e sabonete líquido da Huggies turma da mônica de camomila e neutro. Continuei com a pomada Cetrilan porque é muito boa, a melhor de todas.

Qual a maior alegria de ser mãe?
Saber que existe algo seu, que veio de você e sempre será seu. Saber que você pode ter todos os problemas do mundo mas sempre vai ter alguém pra dar um beijo, um abraço e dizer "eu te amo pambém mamãe". Não tem explicações, não tem sentimento melhor do que esse.



terça-feira, 14 de agosto de 2018

Deserto Azul - Eduardo Veras

Título: Deserto Azul 
Autor: Eduardo Veras 
Editora: Penalux 
Ano: 2018            Nº de páginas: 57 
Sinopse:  Sem o ferro para além do ângulo reto não suportaríamos a evidência do céu. E mesmo os pássaros caem. Mais cedo ou mais tarde. A vitória definitiva da terra. Na turbulência me é dado viver no limiar do céu. À flor da fuselagem. Sem me perder no abismo indiferente do azul. Na turbulência perco a fala e da minha boca nascem as palavras. Poesia. Uma questão de aerodinâmica. Engenharia Espacial. 









Ainda não consegui definir o porquê dessa capa tirar toda a minha atenção. Eu escrevo algumas palavras, e olho pra ela. Escrevo mais palavras e acabo sempre parando o olhar nela. Talvez, me transmita calma, inspiração, vontade de escrever cada vez mais. Ainda não sei.

O que realmente sei, é que não é só a capa faz com que eu me sinta um pouco estranha, mas sim o livro todo. O livro trata de poesias em prosa que do mesmo modo que te fazem sentir os pés no chão, te fazem voar. Voar por um deserto azul infinito da imaginação e da poesia.


"Um passo atrás para ver melhor. Respiro fundo antes da palavra.
 Os meninos mergulham. E vivem. Eu prefiro sobrevoar. E ver.
 Mergulham. E vivem. Eu prefiro sobrevoar. E ver..."




Na maior parte da leitura, os textos falam sobre vôos. Sejam, os aviões, os dentes-de-leão, ginastas, bailarinas e entre outros. É bonito de imaginar, gostoso de ler, e ainda sim... a cada palavra que escrevo sinto milhões de sentimentos diferentes e acredito que isso irá continuar a cada vez que eu olhar pra esse livro na estante. Talvez, eu apenas precise desabar o corpo no chão e olhar para o céu e tentar descobrir quais são esses sentimentos. Chega a ser engraçado sentir milhões de coisas somente por ver um livro. 


Me identifiquei muito com muitas palavras escritas nele. O que mais gostei de ler e que até copiei em uma folha qualquer do meu caderno, vou mostrar abaixo.

                                                                      "DESASTRE

Quero celebrar tropeços, percalços, panes aéreas, paradas cardíacas. O despedaçamento das asas. Quero celebrar falhas mecânicas, falta de ar, frio na barriga. O voo raso da pedra chutada. O entrelaçamento de pernas, braços e troncos o balé espiralado do corpo que cai. Graciosamente. Poeticamente. Para o encontro com o chão parecer aterrissagem. Como se ainda houvesse asas e trem de pouso."


Um livro que vale a pena ser lido, amado e colocado no melhor lugar da sua estante. Ao mesmo tempo que me trouxe sentimentos estranhos, esse livro me deu vontade de escrever cada vez mais, de viver a vida com mais intensidade, de arriscar e de sonhar alto. Ele é pequeno mas possui uma intensidade enorme.

Pra saber mais sobre o livro vocês podem compra-lo pelo site da Editora Penalux. Porque, acredito que os meus sentimentos em relação a ele podem ser diferentes de uma pessoa pra outra. Ficam aí duas perguntas: alguém ai já leu? Quais foram os sentimentos que brotaram de dentro de vocês no momento em que começaram a ler?

Deixem a resposta nos comentários, ou nas redes sociais. Beijinhos e até ;)

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

O livro mais fofo que vocês irão ver hoje e sua resenha

Título: Tudo que acontece aqui dentro 
Autor: Julio Hermann.
Editora: Faro Editorial
Ano: 2018      Nº de páginas:  190
Sinopse: "Tudo que acontece aqui dentro é uma seleção de crônicas sobre o amor em seus diversos estágios, sobre aprender com as experiências da vida... trata-se de um tipo de testamento das coisas do coração. 
É também um romance narrado pelas memórias de quem os viveu, por cartas que deveriam ter sido rasgadas, registros dos sentimentos pessoais de quem revelou bem mais de si de que a maioria de todos nós. 
"São cartas que escrevi enquanto ainda sentia a ferida arder. Os momentos felizes e os dias em que pensei que não iria aguentar".
Júlio tem um dom. Ele consegue exprimir sobre sentimentos com muita beleza e, ao compartilhar em escritos, permite que nós também possamos nomear o que muitas vezes sentimos e ficamos de algum modo aflitos, por não compreender. É o momento em que o nosso coração encontra a paz. Ele transforma o grito preso na garganta em literatura. São linhas que costuram o aprendizado sobre amor com o olhar de uma geração. "


Resenha

Semana passada mostrei lá no Instagram e aqui no blog também, um livro muito fofo que comprei em um passeio no shopping. O título é "Tudo que acontece aqui dentro" do autor Júlio Hermann.

Sabe aquelas palavras que nós temos guardadas dentro de nós e que nunca, em momento algum foram expostas? Seja por falta de coragem ou por medo de se entregar e sair machucada? Então, esse livro é simplesmente, aquilo tudo que possuímos e queremos dizer a alguém. Me identifiquei com muitas das crônicas contidas nele.

É um livro romântico, com uma capa e páginas lindas e o melhor ainda, que pode te encorajar a despejar esse turbilhão de sentimentos e palavras nunca ditas que tanto te sufocam.

"Amar é afogar-se com os próprios sentimentos e continuar respirando"

Acredito que o que mais me conquistou quando comprei esse livro foi a capa que é super fofa. Nela tem o desenho de uma gaiola com as portinhas abertas, passarinhos e corações que se juntam ao título em alto relevo. É como se fosse um jardim muito lindo. Independente de muitas coisas, acredito que o verdadeiro amor deve ser bonito, leve e livre, assim como essa capa.


As páginas são mais encantadoras ainda. A cor do texto é verdinho, o que deixou o livro diferente de todos os livros de crônicas que já li até hoje. E não posso deixar de contar sobre as páginas com desenhos que dá vontade até de fazer quadrinhos para colocar na parede como decoração de tão lindas.

Acredito que todas as cartas que nunca foram rasgadas tem muito sobre os sentimentos do escritor e que não são só deles, muitos de nós também sentimos a maioria de todas as coisas descritas no livro.




Uma dica que eu posso dar para sua leitura ficar melhor é: em cada um dos textos, na parte de cima das folhas, possuem o nome de músicas para serem ouvidas enquanto você lê. Não deixem de escutar as musicas porque a leitura dos textos sem as músicas se torna um pouco chata. Com as músicas dá mais intensidade ao sentimento contido em cada texto e fica super mais interessante. Eu até criei uma playlist no youtube com o nome - tudo que acontece aqui dentro.




"Algumas coisas talvez não tenham sido feitas para passar. 
Talvez, também, o amor seja uma dessas coisas" 


"Uma das coisas mais difíceis quando algum amor termina é a tarefa de fazer cada pequeno detalhe da nossa vida entender que não existe mais a outra pessoa por aqui"


Quem aí já leu? Se não leu ainda, recomendo a leitura. E não esqueçam de deixar o que acharam nos comentários abaixo ou pelas redes sociais. Beijinhos e até a próxima resenha :D

quinta-feira, 9 de agosto de 2018

Compras literárias do último fim de semana



Heeeeeeeey pessoas amadas da hashtag #compras!

Hoje é dia de mostrar minhas comprinhas literárias do ultimo fim de semana (dia 04/08) em que foi dia de passeio no shopping com o marido e o meu filho e já que Bienal do Livro não existe por aqui temos que matar a vontade dentro das nossas livrarias habituais mesmo.

Eu ia comprar os livros novamente pelo site da Saraiva mas, a pressa me atingiu e já que iriamos no shopping preferi compra-los logo. Na verdade, eu entrei nas Livrarias Curitiba aqui do Shopping Palladium Ponta Grossa com o intuito de comprar os livros da série Elementos da Brittainy C. Cherry, os dois últimos que se intitulam: "O silêncio das águas" e "A força que nos atrai" porque os dois primeiros eu já tenho e já li, mas como eu me empolgo dentro da livraria (tanto que meu marido as vezes tenta me desviar do corredor onde ela fica só pra eu não entrar) acabei não comprando nenhum dos dois e comprando os livros lindos que vocês vão ver nas imagens abaixo.


Título: Mitologia Nórdica - Neil Gailmann
Editora: Intrinseca
Ano: 2017                          Nº de páginas: 288
Sinopse: Uma jornada da origem do universo até o fim do mundo.
Quem, além de Neil Gaiman, poderia se tornar cúmplice dos deuses e usar de sua habilidade com as palavras para recontar as histórias dos mitos nórdicos? Fãs e leitores sabem que a mitologia nórdica sempre teve grande influência na obra do autor. Depois de servirem de inspiração para clássicos como Deuses americanos e Sandman, Gaiman agora investiga o universo dos mitos nórdicos. Em Mitologia nórdica, ele vai até a fonte dos mitos para criar sua própria versão, com o inconfundível estilo sagaz e inteligente que permeia toda a sua obra. Fascinado por essa mitologia desde a infância, o autor compôs uma coletânea de quinze contos que começa com a narração da origem do mundo e mostra a relação conturbada entre deuses, gigantes e anões, indo até o Ragnarök, o assustador cenário do apocalipse que vai levar ao fim no mundo. Às vezes intensos e sombrios, outras vezes divertidos e heroicos, os contos retratam tempos longínquos em que os feitos dos deuses eram contados ao redor da fogueira em noites frias e estreladas. “Mitologia nórdica” é o livro perfeito para quem quer descobrir mais sobre a mitologia escandinava e também para aqueles que desejam desvelar novas facetas dessas histórias.




Título: Tudo que acontece aqui dentro - Julio Hermann
Editora: Faro Editorial
Ano: 2018                            Nº de páginas: 192
Sinopse: Amar e afogar-se com os próprios sentimentos e continuar respirando Tudo o que acontece aqui dentro é uma seleção de crônicas sobre o amor em seus diversos estágios, sobre aprender com as experiências da vida... trata-se de um tipo de testamento das coisas do coração. É também um romance narrado pelas memórias de quem as viveu, por cartas que deveriam ter sido rasgadas, registros dos sentimentos pessoais de quem revelou bem mais de si que a maioria de todos nós. Uma das coisas mais bonitas é a maneira com que vamos enfeitando a alma enquanto esperamos alguém chegar 'São cartas que escrevi enquanto ainda sentia a ferida arder. Os momentos felizes e os dias em que pensei que não iria aguentar”. Júlio tem um dom. Ele consegue exprimir sobre sentimentos com muita beleza e, ao compartilhar em escritos, permite que nós também possamos nomear o que muitas vezes sentimos e ficamos de algum modo aflitos, por não compreender. É o momento em que o nosso coração encontra a paz. Ele transforma o grito preso nas gargantas em literatura. São linhas que costuram o aprendizado sobre amor com o olhar de uma geração.



Editora: Tartarugas até lá embaixo - John Green
Ano: 2017                           Nº de páginas: 256
Sinopse: Depois de seis anos, milhões de livros vendidos, dois filmes de sucesso e uma legião de fãs apaixonados ao redor do mundo, John Green, o autor do inesquecível “A Culpa é das Estrelas”, lança o mais pessoal de todos os seus livros: “Tartarugas Até Lá Embaixo” A história acompanha a jornada de Aza Holmes, uma menina de 16 anos que sai em busca de um bilionário misteriosamente desaparecido – quem encontrá-lo receberá uma polpuda recompensa em dinheiro – enquanto tenta lidar com o próprio transtorno obsessivo-compulsivo (TOC). Repleto de referências da vida do autor – entre elas, a tão marcada paixão pela cultura pop e o TOC, distúrbio mental que o afeta desde a infância –, “Tartarugas Até Lá Embaixo” tem tudo o que fez de John Green um dos mais queridos autores contemporâneos. Um livro incrível, recheado de frases sublinháveis, que fala de amizades duradouras e reencontros inesperados, fan-fics de Star Wars e – por que não? – peculiares répteis neozelandeses.


Título: As aventuras na Netoland com Luccas Netto
Editora: Pixel
Ano:  2018                   Nº de páginas: 64
Sinopse: 'Com mais de 13 milhões de inscritos em seu canal, Luccas Neto é um fenômeno entre a criançada e faz muito sucesso com os seus vídeos na internet. Aventuras na Netoland com Lucas Neto marca a estreia do youtuber no universo editorial e vem como uma alternativa de entretenimento para o seu público fora do mundo digital. Com o objetivo de levar ainda mais diversão para as crianças, Luccas as convida para embarcarem uma viagem através da imaginação, de forma que juntos possam visitar um mundo mágico e de fantasias. Para isso, o livro traz histórias, ensinamentos, jogos, curiosidades, pôsteres, cards, um jogo da memória encartado e muito mais!


Esse ultimo do Lucas Netto, comprei pro meu filho. Na verdade, ele achou na livraria e pegou porque ele assiste o canal no youtube, é claro. É um livro com muitas atividades, histórias e aprendizado para as crianças. Apesar de que, o James ainda não leia e não saiba fazer as atividades que o livro tem nós o ajudamos e explicamos o que cada página diz e como realizar determinada tarefa.

Mitologia Nórdica do Neil Gailmann é um livro que eu queria ha muito tempo e fiquei curiosa pra ler. Tartarugas até lá embaixo do John Green é outro que eu já tinha colocado em um post anterior aqui do blog e que finalmente, consegui comprar. E por fim, Tudo que acontece aqui dentro do autor Julio Hermann é um livro muuuito fofo e sentimental. Estou lendo ele essa semana e estou adorando <3

Em breve, farei resenha de cada um deles aqui no blog, fiquem ligadinhos por aqui :D

Não esqueçam de deixar nos comentários suas opiniões e me contem se já leram algum desses! Bjos e até :D

Leia também


Tempest - Julie Cross 



Deus tambem bebe café - Guilherme Antunes




quarta-feira, 8 de agosto de 2018

Tempest - Julie Cross

Título: Tempest
Autora: Julie Cross 
Editora: Jangada
Nº de páginas: 368 
Ano: 2011
Sinopse: Em 2009, o jovem Jackson Meyer descobre que pode viajar no tempo. Durante os seus “saltos” para o passado, nada muda no presente. Isso era apenas uma diversão inofensiva, até que sua namorada Holly morre durante uma invasão à sua casa. Em pânico, ele consegue voltar dois anos, mas descobre que ficou preso no tempo. Desesperado para voltar e salvar Holly, Jackson resolve tocar sua vida em 2007 e tentar descobrir o que puder sobre suas habilidades. Não muito tempo depois, as pessoas que atiraram em Holly, membros de um grupo apelidado pela CIA de “Inimigos do Tempo”, vêm a sua procura para recrutá-lo ou matá-lo. Com tudo isso acontecendo e Jackson ainda tentando encontrar pistas sobre as origens de sua família para descobrir mais sobre suas habilidades, ele precisa decidir até onde está disposto a ir para salvar Holly e possivelmente, o mundo inteiro.





Já vai fazer cinco anos que estou junto do meu marido e no começo de tudo, um dos presentes que ele me deu sem existir nenhuma data especial para esse feito, foi o livro "Tempest" da autora norte-americana, Julie Cross.

Eu já havia lido alguns trechos do livro pelo celular e acabei ficando intrigada e com aquela sensação que nós leitoras e leitores temos quando termina um capítulo como: preciso de respostas.

Logo no inicio do livro, já fiquei super empolgada com a leitura, isso por conter várias paginas, 368 pra ser mais exata.Todos sabem que quando somos apaixonados pela literatura, livros grandes se tornam nosso habito e nossos amores também.

Essa série é sem dúvidas, uma das melhores séries literárias de que já li e merecia virar serie para a TV. Ainda não sei se existe alguma série de TV com esse tema. Se existe, me indiquem. Se não existe nenhuma, fica a dica pra Netflix. Tenho certeza que faria sucesso.

Enfim, vamos falar sobre a história de Tempest...



Tudo gira em torno de Jackson Meyer, um garoto que mora em New York. A vida dele não é tão normal quanto parece ser porque ele é um viajante do tempo mas, só ele e seu melhor amigo Adam Silvermann sabem disso. Só que a parte de que só os dois sabem disso, não é verdade.

Jackson e Adam faziam experiências para descobrir até onde J.M poderia chegar com a viagem no tempo e também para descobrir um pouco de si mesmo e o porque dele ter esse poder mas isso acabou desencadeando uma série de acontecimentos que acabaram mudando totalmente a vida de todos ao seu redor mesmo apesar de descobrirem que se Jackson alterasse qualquer coisa que fosse no passado, isso não afetaria o seu presente que é 2009.

 "A verdade é que...embora eu não soubesse o que ia acontecer em seguida...pelo menos hoje... Eu não tenho arrependimentos."

O acontecimento principal que muda e deixa Jackson totalmente perdido sobre o que fazer da sua vida, é quando dois homens invadem o dormitório de Holly Flynn, sua namorada, em busca de Jackson e ela acaba baleada. Jackson fica sem saber o que fazer e salta para 2007, onde acaba ficando preso e decide recomeçar sua vida. Mas isso desencadeou uma série de fatores e acontecimentos que deixarão a vida de Jackson muito confusa e com um único objetivo, manter Holly, seu pai e as pessoas que ama seguros.

A história é bem longa e possui mais dois livros da série que são: Vortex e Timestorm. que vou fazer resenha em breve. Possui muitas informações a respeito da viagem no tempo e isso acaba gerando uma confusão em nós mesmos se não prestarmos atenção. Também, não encontrei ou não lembro de ter encontrado algum erro de escrita ou do tipo. Aviso porque teve partes que precisei voltar e ler novamente pra ter certeza se entendi.

Amei Tempest e o desenrolar da série toda e por isso quero saber quem aí já leu e amou também? Quais são suas citações preferidas? Me respondam nos comentários abaixo e não esqueçam de me indicar séries com o mesmo tema, se existir...

Beijões e até ;)







Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©